TRANSPORTE
COLETIVO

Sistemas de apoio ao usuário; incentivo ao uso; intermodalidade e interação com os outros sistemas de transportes; aumento dos padrões de conforto e segurança e outras formas de melhoria da qualidade dos sistemas de transportes coletivos.

Que Ônibus Passa Aqui

Sinalizar colaborativamente todos os pontos de ônibus do Brasil.

INFOBUS - Sistema de Informação ao Usuário de Transporte Coletivo

A iniciativa tem por objetivos: 1) Ampliar a mobilidade do cidadão a partir de acesso facilitado à informação através de qualquer canal, inclusive no ponto de parada, e; 2) Aumentar o poder de gestão sobre o sistema de transporte coletivo pelos órgãos responsáveis a partir de informações coletadas junto à população usuária. A disseminação da iniciativa vem esbarrando principalmente no aspecto cultural. Enquanto na América do Norte e Europa a cultura da informação ao usuário de transporte coletivo é bastante disseminada, no Brasil ela ainda engatinha, desafiando o sucesso de estratégias para atração de novos usuários ao sistema.

Ônibus Elétrico: geração com rede aérea, grupo motor-gerador e-ou baterias

O conceito de ter um ônibus elétrico e determinar a sua operação de acordo com a matriz energética disponível, abre um leque enorme de possibilidades para implantar soluções de transporte sustentável nas cidades. Se o sistema permite a instalação de rede aérea teremos os trólebus. Se o sistema prefere uma tecnologia de baixa emissão com flexibilidade, temos o elétrico híbrido. Se o sistema permite a adoção de tecnologias mais avançadas, porém com maior custo, temos o ônibus elétrico puro (baterias). O importante é que a tecnologia de tração desenvolvida pela Eletra, permite utilizar a tecnologia que melhor se adequá a cada sistema e, principalmente, permite migrar de uma geração de energia para outra no mesmo veículo. Podendo transformar um híbrido em trólebus ou elétrico puro e vice-versa.

Mudança de paradigma da mobilidade

A iniciativa vem de encontro aos objetivos do Plano Diretor Municipal: melhoria da circulação e do transporte urbano; garantia de acessibilidade a equipamentos, transporte e de serviços da cidade; vinculação do planejamento e implantação de infraestrutura de circulação e de transporte. Com base nisso, os principais objetivos da proposta foram de encontro a valorização e a segurança do transporte coletivo e do transporte não motorizado com a definição de espaços preferenciais que garantem mais rapidez e conforto ao usuário, além de estabelecer ligações importantes para os ciclistas. Objetivos definidos para médio e curto prazo, a longo prazo, o que se procura é a conquista de novos usuários para o sistema, que só poderão ser atraídos com a implantação de vias seguras e interligadas e implementação de constantes melhorias. Jaraguá do Sul, até o final de 2012, apresentava 26,82 km de ciclovias e ciclofaixas, pulverizadas pelo município de forma isolada. A proposta deu início a integração e ampliação do Sistema Cicloviário no município, onde a primeira etapa foi responsável pela implantação de mais 3,50 km de ciclofaixas. O sistema hoje, já alcançou 46,76 km, com os projetos entregues e em fase de execução, pretendemos alcançar 106,82 km, até o final de 2016. O projeto visa padronizar a implantação, a sinalização e, o mais importante, conectar todas as ciclovias e ciclofaixas do município, possibilitando ao ciclista maior segurança e mobilidade, além da execução de mobiliário de apoio em pontos estratégicos.

QUE ÔNIBUS PASSA AQUI ?

Sinalizar o maior número possível de pontos de ônibus de Porto Alegre e despertar na população uma consciência colaborativa.