INICIATIVAS
SELECIONADAS

Qual é para você a iniciativa mais inovadora, o modelo que poderia ser replicado, a ação mais criativa, aquilo que realmente melhora as condições de mobilidade?
Chegou a hora da escolha do público. Confira abaixo as iniciativas selecionadas e vote.
Atenção, só é permitido votar em uma única iniciativa.

Mudança de paradigma da mobilidade

A iniciativa vem de encontro aos objetivos do Plano Diretor Municipal: melhoria da circulação e do transporte urbano; garantia de acessibilidade a equipamentos, transporte e de serviços da cidade; vinculação do planejamento e implantação de infraestrutura de circulação e de transporte. Com base nisso, os principais objetivos da proposta foram de encontro a valorização e a segurança do transporte coletivo e do transporte não motorizado com a definição de espaços preferenciais que garantem mais rapidez e conforto ao usuário, além de estabelecer ligações importantes para os ciclistas. Objetivos definidos para médio e curto prazo, a longo prazo, o que se procura é a conquista de novos usuários para o sistema, que só poderão ser atraídos com a implantação de vias seguras e interligadas e implementação de constantes melhorias. Jaraguá do Sul, até o final de 2012, apresentava 26,82 km de ciclovias e ciclofaixas, pulverizadas pelo município de forma isolada. A proposta deu início a integração e ampliação do Sistema Cicloviário no município, onde a primeira etapa foi responsável pela implantação de mais 3,50 km de ciclofaixas. O sistema hoje, já alcançou 46,76 km, com os projetos entregues e em fase de execução, pretendemos alcançar 106,82 km, até o final de 2016. O projeto visa padronizar a implantação, a sinalização e, o mais importante, conectar todas as ciclovias e ciclofaixas do município, possibilitando ao ciclista maior segurança e mobilidade, além da execução de mobiliário de apoio em pontos estratégicos.

DRESS ME UP

Os principais objetivos são incentivar o uso de transportes alternativos para o percurso casa-trabalho, quebrando a barreira no destino dos ciclistas, que é uma das principais desculpas para não optar por esse meio: Não ter onde estacionar nem onde tomar banho.

Coletivo

O Coletivo pretende criar um sistema de informação de transporte construído, alimentado e dedicado aos usuários. A partir dos dados de deslocamento das pessoas durante o dia, pretendemos complementar os dados de posicionamento de ônibus e trens fornecidos pelos gestores do sistema. Através das contribuições dos usuários, pretendemos conhecer a afluência de cada linha e prever os horários de pico de afluência ou identificar veículos com baixa afluência no sistema. Utilizando os sensores de geolocalização dos smartphones, estamos identificando o tempo de espera médio nos diversos modais ao longo do dia. Nosso sistema de categorização automática de tweets pode identificar problemas a partir das reclamações dos usuários no Twitter e prevenir outros usuários que utilizem a linha ou o meio de transporte afetado. Para estimular a contribuição dos passageiros, nossa aplicação é útil a partir do dia 0, fornecendo a previsão de chegada dos ônibus em cada ponto da cidade. Além disso, ela possui uma interface de cards, similar à da aplicação Google Now, que mostra informações relacionadas ao transporte de forma não estruturada. Se o usuário não se interessa por um dos cards, ele pode simplesmente removê-lo. Assim conseguimos identificar o contexto de uso da aplicação por parte do usuário e as informações que são mais relevantes para ele, ao mesmo tempo que o atualizamos em tempo real com eventos gerados por outros usuários do sistema. As informações coletadas ao longo do tempo serão concentradas e analisadas por uma aplicação Web, que fornecerá informações analíticas sobre o sistema. Desta forma, planejadores urbanos, gestores e operadores poderão melhor identificar o perfil de uso de seus veículos, a repercussão de problemas, os horários de pico, principais pontos de embarque e desembarque, as demandas suprimidas, as linhas mal atendidas, e outras informações que hoje ou não existem, ou são incompletas, ou são muito caras de se obter.

RUA DE GENTE

Divulgar iniciativas em prol de pedestres e ciclistas; Criticar intervenções urbanas que prejudiquem a mobilidade das pessoas; Fomentar a participação popular nos debates sobre mobilidade urbana; Veja a seguir alguns artigos publicados: http://ruadegente.blogspot.com.br/2013/06/onibus-o-que-tenho-ver-com-isso-se-uso.html http://ruadegente.blogspot.com.br/2013/04/trilhas-para-escola-sem-engarrafamentos.html http://ruadegente.blogspot.com.br/2013/08/obras-de-imobilidade-urbana-para-copa.html http://ruadegente.blogspot.com.br/2014/07/por-uma-tarifa-maxima-de-r-174.html

QUE ÔNIBUS PASSA AQUI ?

Sinalizar o maior número possível de pontos de ônibus de Porto Alegre e despertar na população uma consciência colaborativa.

CICLOVIAS INVISÍVEIS

O objetivo principal do projeto é a captura dos trajetos realizados pelos ciclistas na ausência de ciclovias, ou seja, no trânsito, junto com os demais veículos. A bicicleta para o CTB ( Código de Trânsito Brasileiro) é considerada veículo, logo, tem direito de andar na via. Porém, muitas pessoas desconhecem a lei, incluindo motoristas e até mesmo ciclistas. Ao registrar essas ciclovias invisíveis, o projeto não só dá visibilidade ao direito de pedalar na via, como também a possibilidade real da bicicleta como meio de transporte. No Brasil, infelizmente, muitas pessoas consideram a locomoção através de uma bicicleta “algo muito perigoso” e inviável. A maioria alega a falta de estrutura oferecida pelas cidades. Porém, essas pessoas esquecem que a estrutura chega através de pressão popular e demanda, ou seja, com o aumento de ciclistas nas ruas. Esperar por ciclovias que caem do céu é uma opção muito cômoda, ainda mais quando se possui o direito de pedalar nas vias garantido. Quanto mais pessoas construindo ciclovias invisíveis, mais acelerado será o processo de transforma-las em visíveis. Além disso, por mais preparada que seja a cidade, em algum momento, o ciclista terá que dividir a via com os demais veículos. E nesse momento, só respeito e educação de ambas as partes constroem um trânsito mais pacifico.

RUAS SEGURAS NO ENTORNO DA ESCOLA

A Escola Vera Cruz conta com uma associação de pais ativa (a OPS Vera Cruz), que se engaja em questões de trânsito, entre muitas outras inciativas, desde 2009, quando promoveu a campanha “Só um minutinho”, de sensibilização em prol da cidadania no trânsito e da boa convivência nos espaços públicos. Esta iniciativa usa como base a OPS para convidar pais interessados em agir efetivamente sobre a melhoria da educação de seus filhos. O trabalho será realizado por meio de: - articulação com a direção da própria escola - campanhas educativas envolvendo os alunos e dirigidas aos adultos responsáveis por seu transporte - parceria com a ONG Bike Anjo, para ensinar crianças e pais a usar a bicicleta e a estimulá-los a mudar seu olhar sobre o espaço público e a apropriar-se deste - articulação com as escolas do entorno (cerca de 10 escolas que podem ser envolvidas neste projeto) para difusão e implementação dos conceitos do projeto junto às comunidades escolares - trabalho com o poder público, em particular a CET, para melhorar a sinalização e o planejamento da área, assim como as condições de uso dos espaços coletivos e públicos. - ações no Dia Mundial Sem Carro

ONG ETEV - EDUCAR PARA O TRÂNSITO EDUCANDO PARA VIDA

Estimular a sociedade brasileira na busca por uma nova cultura de paz no trânsito e por consequência diminuir a mortes nas rodovias.

Ciclo Rotas Centro

A cidade do Rio de Janeiro está em transformação e grandes reformas urbanas são também momentos de oportunidades. Natural que busquemos promover o uso da bicicleta enquanto a cidade passa por uma de metamorfose. Foi essa a visão central do projeto ciclorrotas do centro do Rio de Janeiro, reunir pessoas para propor, através da participação cidadã, uma cidade mais humana. Nada melhor portanto que pensar o futuro da paisagem central do Rio de maneira a incluir a bicicleta.

BIKEIT!

Os objetivos do BikeIT! pode ser resumidos em quatro itens: • promover a instalação de paraciclos nas cidades; • criar uma rede informativa à sociedade ciclista indicando locais adequados para se frequentar, ou não frequentar, de bicicleta; • promover estabelecimentos que apresentam condições adequadas à clientes que chegam de bike; • capacitar estabelecimentos interessados em adequar suas estruturas à receber bicicletas apropriadamente.

Bicicletas Escolares - Acesso à Cidade e Geografia do Território da Escola

Inserir a mobilidade sustentável como possibilidade para a comunidade envolvida Garantir o acesso à cidade de alunos do ensino fundamental de escolas públicas Introduzir ferramentas de Sistema de Informações Geográficas naw aulas de geografia. Definir rotas seguras para o trânsito de bicicletas na cidade.

ANIMAÇÃO: "POR QUE NÃO PEDALAR NO MEIO FIO ?"

A legislação descreve a bicicleta como um veículo e portanto deve circular nas ruas como tal; além do que é perigoso pedalar no meio-fio como algumas autoridades insistem em sugerir.

JUVENTUDE SUSTENTÁVEL

Nosso principal objetivo é levar informações, dicas e sugestões ao cotidiano dos nossos seguidores sobre o universo da sustentabilidade.

PEDAL SOLIDÁRIO- SOU CICLISTA, SOU DO BEM

Social · Apoio a uma instituição de caridade com a arrecadação e entrega de itens de necessidade. · Estímulo à prática de solidariedade. · Estímulo à integração e à convivência em comunidade Ambiental · Estímulo à redução do número de carros nas ruas com sua substituição por bicicletas. · Conscientização dos motoristas quanto à distância obrigatória entre carro e ciclista (1,5m, conforme Artigo 201, Código de Trânsito Brasileiro). · Promover a mobilidade urbana por meio de bicicletas. Saúde · Estímulo à prática de ciclismo, esporte saudável.

PROGRAMA CICLOVIDA

O objetivo do programa é tornar a Universidade Federal do Paraná um núcleo irradiador da cultura de mobilidade urbana sustentável, com ênfase na bicicleta. Acreditamos que a Academia tem o dever de estar na vanguarda das transformações sociais. Nesse sentido, buscamos gerar uma comunidade universitária entre técnicos, professores e alunos que usam, pesquisam e divulgam os benefícios do uso da bicicleta como meio de transporte.

OFICINA COMUNITÁRIA MÃO NA RODA

A oficina é um espaço de aprendizagem e troca de conhecimento, oferecemos a estrutura e as ferramentas para fazer uma manutenção completa na bicicleta. O princípio da oficina é o do faça você mesmo e com o auxílio de mecânicos você vai aprender a consertar a sua própria bicicleta.

OFICINA DE PESQUISAS E PROJETOS (OPP)

Objetivo Geral: Incentivar a pesquisa através das atividades práticas (metodologia de projetos), de forma a estabelecer um conjunto de medidas que contribuam para, a Mobilidade Urbana Sustentável. Objetivos específicos: I – Por meio das Oficinas de Pesquisas e Projetos: a) Apoiar na formação dos jovens com foco no desenvolvimento de pesquisa e projeto; b) Debater conhecimentos adquiridos sobre mobilidade urbana; c) Definir e entender os atributos da Mobilidade Urbana sustentável, bem como sua aplicação na região metropolitana do Rio de Janeiro; d) Identificar os principais elementos e medidas que possam contribuir para o transporte sustentável. e) Incentivar o desenvolvimento de projetos inovadores na área da mobilidade urbana; f) Apresentar soluções relacionadas à construção de cidades sustentáveis;

Busona sem catracas

Nosso principal objetivo com as intervenções urbanas que promovemos na cidade é mostrar para a população que uma outra forma de mobilidade urbana e de vivência é possível, mas que só será alcançada por meio de organização e luta. Ao fazer com que um ônibus gratuito pare nos pontos de ônibus regulares, rompemos com uma provocação o cotidiano muitas vezes monótono e opressor da rotina de trabalho de grande parte da população. Nessa ação direta, podemos discutir como é financiado o transporte público, quem está pagando e quem está se beneficiando com a crescente paralisia de nossas grandes cidades. A Busona sem catracas também busca demonstrar que uma nova lógica de oferta de ônibus pode romper com a lógica produtivista que historicamente tem pautado a política de transporte público nacional. Um ônibus cuja remuneração por serviço esteja desvinculada do número de passageiros transportados não precisa garantir a demanda da maneira como faz hoje. Assim, com o financiamento de toda a população e não apenas dos usuários, é possível garantir ônibus nas periferias e também nas madrugadas e finais de semana. A Busona sem Catracas inicia um diálogo com a população e a apresenta ao labirinto institucional que tem sido a política de mobilidade urbana brasileira, convidando-a a se engajar na luta por sua transformação. A vivência festiva de um espaço urbano outrora monótono mostra que é possível criar uma outra realidade cotidiana, e esse é nosso principal objetivo.

RESPEITE UM CARRO A MENOS

O Respeite Um Carro a Menos tem como objetivo se tornar um modelo de incentivo ao uso correto da bicicleta em todo o país. Neste caminho ja conseguimos emplacar mais de 20 mil bicicletas em apenas dois anos de trabalho e nossa expectativa é cada vez maior. Conseguimos perceber o resultado de todo o nosso trabalho ao nos deparar com o ciclista que respeita o sinal vermelho, que nao anda na contramão ou simplesmente desde da sua bicicleta quando está na calçada. Dessa forma vamos procurar cada vez mais expandir essa ideologia de modo que possa contagiar a todos e tornar nossas cidades locais melhores para se deslocar de um local ao outro.

CENTRO DE OPERAÇÕES DE MOBILIDADE

O objetivo de Centro de Operações de Mobilidade é realizar o primeiro projeto-piloto de inserção de veículos elétricos em uma frota pública, realizado no Brasil, com o objetivo de provar conceitos de usabilidade, mobilidade urbana e sustentabilidade, já amplamente difundidos e validados em países desenvolvidos, mas que nunca foram testados no contexto de uma grande cidade do Brasil. O Programa Ecoelétrico, por sua vez, consiste na análise de introdução de um novo modal de transporte em um meio urbano, considerando seus impactos de mobilidade urbana e sustentabilidade. No caso, o novo modal de transporte escolhido foi o veículo elétrico. O Programa Ecoelétrico é a primeira ação da capital paranaense com o intuito de cumprir as recomendações do termo de compromisso para a redução das emissões de gases e de riscos climáticos, assinado pelo prefeito Gustavo Fruet, durante o C 40, em Johanesburgo, África do Sul. Sem custos à Prefeitura, ao todo o programa compreende 10 carros que foram disponibilizados pela Renault e Itaipu Binacional (Zoe – cinco unidades; Kangoo Z.E – três unidades, Twizy – duas unidades) e três miniônibus de acordo com contrato em comodato firmado entre as partes. Para o abastecimento, 10 eletropostos serão instalados em sete locais: Praça Rui Barbosa, Parque Tanguá, Parque Barigui, Secretaria de Administração, Prefeitura – Palácio 29 de Março, Setran – Prado Velho, Jardim Botânico. Os veículos foram destinados ao atendimento das demandas da Guarda Municipal, da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) e do Instituto Curitiba de Turismo.

RECOMEÇARQ!

O objetivo principal é trabalhar na conscientização sobre a mobilidade urbana muito mais como uma iniciativa de cada cidadão, do que na melhoria do transporte público. Quero mostrar no blog que a relação do brasileiro com o carro é muito mais cultural do que realmente necessária. Quero mostrar as experiencias de pessoas que já vivem com transportes alternativos há anos.

BLOG THECITYFIX BRASIL

O TheCityFix Brasil é um blog especializado em promover a mobilidade e o desenvolvimento urbano sustentáveis no Brasil. A plataforma cobre iniciativas e projetos inspiradores e os principais tópicos relacionados ao transporte urbano em território nacional, além de divulgar eventos e oportunidades de trabalho relacionadas ao setor. Diariamente, são publicadas pautas atuais, relevantes e inovadoras relacionados a uma ou mais entre as áreas: Transporte Integrado; Desenvolvimento Urbano & Acessibilidade; Saúde & Segurança Viária; Qualidade do Ar & Mudanças Climáticas; Comunicação & Marketing. O principal objetivo do blog é ser uma fonte de informação, tanto para o público técnico e especializado, quando para o público leigo e engajado – de forma a influenciar cada vez mais pessoas a adotarem ações que tornem a mobilidade urbana e o desenvolvimento urbano mais sustentáveis nas cidades brasileiras. Os seguintes princípios são divulgados pelo blog: priorização do transporte coletivo em relação ao transporte individual, incentivo ao transporte não-motorizado, desestímulo ao uso do automóvel, e integração da mobilidade ao desenvolvimento urbano. O TCFB também tem por objetivo ser uma ferramenta de participação popular e engajamento público, ao adotar conteúdo colaborativo e estimular o debate sobre as condições, desafios e soluções para a mobilidade urbana no Brasil. O conteúdo do blog também visa oportunizar a troca de conhecimentos e práticas entre os municípios. Ao mostrar experiências de cidades-referência e boas práticas não só do Brasil mas do mundo, o blog tende a inspirar tomadores de decisão e formadores de opinião que acompanham a plataforma.

Projeto Zona Escolar Modelo no Trânsito

O objetivo do projeto é melhorar a segurança dos pedestres ao redor de escolas através da avaliação da Zona Escolar Modelo no Trânsito e execução de diferentes intervenções, com foco em melhorias permanentes no ambiente e na infraestrutura viária. Além avaliações de segurança dos pedestres realizadas por voluntários ou profissionais de segurança no trânsito, os alunos também participarão da avaliação utilizando a metodologia especificas.

POCKET PARK- PRACINHA OSCAR FREIRE

Estamos pesquisando a influência dos Pocket Parks em comunidade do entorno, inicialmente notamos que este tipo de espaço gera rapidamente nova vitalidade na rua. Também queremos influenciar os moradores para freqüentar o espaço público, o paulistano é avesso a utilização de áreas de convivência e caminhar pelo bairro. Além disso, estamos estudando formas de auto-gestão e ativação do espaço através de colaboração coletiva e pesquisando a influência do ruído no espaço público, reverberação e absorção dos sons da rua através de materiais utilizados, conforto térmico e cartografia afetiva do espaço.

Ponte Móvel da Bayer

A obra é um símbolo de como a Bayer se preocupa não só com suas dependências, mas também com a cidade no geral. A construção da ponte chega para facilitar o acesso a todos da região, não só aos colaboradores da empresa. É um projeto fundamental para a Bayer e para São Paulo.

ARMADURA TUBULAR

Oferecer segurança para o uso de bicicleta, motocicleta, patins, skate e similares, evitando fatalidades em acidentes de trânsito e sequelas de acidentes. Reduzir o número de automóveis em circulação e os congestionamentos no trânsito.

PRAÇAS DA REINVENÇÃO

Incentivar o paulistano a deixar o carro, se locomover de bike, a pé ou por meio de transportes públicos, ocupar os espaços ao ar livre e viver a cidade de forma mais democrática, sustentável e equilibrada.

LOGGI TECNOLOGIA LTDA.

A Loggi é uma plataforma online que permite ao cliente se conectar diretamente com o profissional de motofrete ou bike delivery; Ela usa o conceito de logística urbana para agilizar os serviços de entregas expressas em uma cidade com trânsito tão conturbado, como São Paulo; O aumento exponencial de clientes em um ano de atividade demonstra a carência do mercado de entregas expressas de São Paulo e região, o que permite com que a empresa se desenvolva e construa novas relações com seus clientes e permita a eles o acesso ao envio e recebimento de documentos e pequenos bens de maneira ainda mais eficaz; O modelo de serviço oferecido pela Loggi proporciona sua ampliação para diferentes localidades e culturas. Por isso, sua ampliação será feita em grandes capitais brasileiras, permitindo a elas o mesmo acesso aos serviços de entregas expressas de maneira tecnologicamente viável, como ela faz, assim como em outros países que sofrem de problemas no trânsito de maneira similar; Em um ano de vida, a Loggi demonstrou à população da Grande São Paulo como é simples enviar e receber documentos e bens de pequeno porte utilizando sua plataforma digital, agilizando ainda mais os serviços de entregas expressas e disponibilizando a oportunidade de envolver seus clientes através de uma tecnologia acessível; O envio e recebimento de documentos e bens de pequeno porte está se modificando de maneira gritante, pois a agilidade tem modificado a maneira como as pessoas enxergam os serviços de entrega expressa.

Programa de Proteção ao Pedestre

Diferentes ações foram realizadas para chamar a atenção e conscientizar as pessoas sobre a importância de respeitar aqueles que são os mais frágeis no trânsito, os que andam a pé. Mais de 1.000 orientadores para a travessia de pedestres foram colocados em importantes pontos de travessia da cidade com o objetivo de aumentar o nível de atenção de pedestres e motoristas. Além disso, a fiscalização foi intensificada com a presença de agentes da CET e de policiais militares. Depois de um período de orientação, multas começaram a ser aplicadas. Para garantir segurança na travessia das pessoas, a sinalização foi melhorada, com recuperação da pintura de mais de 20 mil faixas de pedestres e a instalação de outras nas imediações das escolas. Também foram feitas campanhas de divulgação dentro dos terminais de ônibus para atingir as pessoas que usam transporte público. Foram realizados ainda treinamentos com motoristas de ônibus, ônibus fretados, peruas escolares e de taxistas. Além disso, foram realizadas palestras e aulas sobre o tema em instituições de ensino, entidades de atendimento a idosos e de pessoas portadoras de necessidades especiais.

BRASIL, PEDALANDO JUNTOS PODEMOS MUDAR NOSSAS CIDADES

O propósito final é o estabelecimento de uma empresa onde oferecer a nossas cidades, soluções sustentáveis de mobilidade urbana. De fato, atualmente estou constituindo uma empresa EIRELE -Empresa Individual de Responsabilidade Limitada- ROXBER Soluções Sustentáveis de Mobilidade Urbana e Energia. Eu visualizo no futuro para estes deslocamentos, profissionais que morando na área metropolitana das cidades, peguem o carro e botem sua bicicleta elétrica dobrável no porta-malas. Eles façam um primeiro deslocamento a pontos principais de transporte público soterrados com grandes estacionamentos com vários andares na entrada das cidades onde fique o carro e continuem o percurso final a seus trabalhos em ônibus, metro ou bicicleta elétrica. A iniciativa permite comparar: -custos bicicleta/carro -velocidades meias de deslocamento na cidade

PROGRAMA TRANSPORTE LIVRE

Este é um programa institucional de incentivo ao uso da bicicleta como transporte para o trabalho. Os objetivos são: reduzir o impacto ambiental, o número de acidentes de trânsito, o volume de congestionamentos, a poluição sonora e a necessidade de vagas de estacionamento. Ao mesmo tempo em que gera economia pessoal, aumenta a produtividade no trabalho, propicia uma atividade física regular saudável e cria um relacionamento mais direto com a cidade. Tudo isso ao promover a troca gradual de meios de transporte motorizados pela bicicleta.

MOVIMENTO MAIO AMARELO

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e, mais do que chamar a atenção da sociedade sobre os altos índices de mortes, feridos e sequelados permanentes no trânsito no país e no mundo, mobilizar o seu envolvimento e também dos órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações, sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que o tema exige, nas mais diferentes esferas.

BICIESCOLA PARQUE MARINHA

Além de ensinar adultos a andar de bicicleta, o projeto se propõe a melhora da saúde, fornecer ao aluno uma visão mais sustentável do uso da cidade, tendo a bicicleta como ajuda na solução da mobilidade urbana, também possibilitamos ao aluno aulas de educação para o transito numa parceria com a EPTC (Empresa pública de transporte coletivo).

MAPA CICLOVIÁRIO DO RIO DE JANEIRO

Dados disconexos são problema, assim era a infraestrutura cicloviária do Rio de Janeiro. Não havia um mapa único que pudesse ajudar os ciclistas cariocas. Esse problema foi resolvido. O Mapa indica os principais pontos de interesse de quem pedala: ciclovias, ciclofaixas, faixas compartilhadas, vias compartilhadas, via proibidas, estações de aluguel de bicicleta, bicicletários, lojas e oficinas, bombas de ar e até chuveiros.

PROGRAMA MOTORISTA CIDADÃO. TRANSPORTE LEGAL

O programa “Motorista Cidadão, Transporte Legal” um programa pioneiro no país que tem por objetivo capacitar motoristas de ônibus para um atendimento diferenciado a idosos, gestantes, pessoas com deficiência e ciclistas

PORTAL MOBILIZE BRASIL

Objetivo geral: Contribuir com a melhoria da mobilidade urbana e da qualidade de vida nas cidades brasileiras. Para buscar este objetivo geral, foram definidos 4 objetivos específicos. Objetivos específicos: 1. Prover conhecimento e conteúdo relevante, abrangente e de diversas formas sobre mobilidade urbana sustentável (Ser referência na geração de conteúdo). 2. Fomentar o debate público sobre a temática 3. Disseminar uma cultura cidadã participativa em prol da melhoria da qualidade de vida nas cidades 4. Pressionar governos para implantarem políticas públicas efetivas de mobilidade urbana sustentável (Influenciar políticas públicas) Foram definidas estratégias para cada objetivo específico. 1. Prover conhecimento... • Produzir materiais próprios de qualidade • Repercutir principais notícias e acontecimentos de mobilidade • Publicar diferentes tipos de conteúdo • Difundir na mídia materiais, estudos e seções do Mobilize. • Alcançar um número relevante e crescente de pessoas 2. Fomentar... • Estimular participação e interatividade dos usuários no portal e nas redes sociais • Organizar eventos, fóruns, workshops • Participar de eventos, redes e grupos. 3. Disseminar... • Organizar e divulgar campanhas educativas e de mobilização sobre mobilidade urbana sustentável • Produzir cartilhas educativas e manuais • Estimular através do portal a participação das pessoas em temas de mobilidade da sua região 4. Pressionar... • Acompanhar e divulgar a situação e a evolução da mobilidade nas principais cidades • Entregar estudos, levantamentos e campanhas para gestores públicos e políticos. • Participar de audiências públicas e grupos de trabalho envolvendo governo Para cada estratégia, foram estabelecidas as respectivas táticas. Por exemplo, para a estratégia “Produzir materiais próprios de qualidade”, foram definidas três táticas: elaboração semanal de ao menos duas matérias próprias; publicação de artigos através de blogs próprios; elaboração de estudos.

ESTAÇÃO LARGO DA BATATA

Os principais objetivos da iniciativa são: 1- Prover uma solução segura, eficiente e sem custos para o estacionamento de bicicletas em uma região de alto fluxo de pessoas, grande concentração de comércio, trabalho e moradias e e entroncamento de diferentes modais de transporte público, como o metrô e ônibus. 2- Estimular o uso de bicicleta como meio de transporte urbano na região e assim também diminuir a utilização de transporte motorizado por pessoas que habitam/trabalham/visitam a região.

Plano de Mobilidade Corporativa

O diagnóstico realizado na 1a etapa do projeto indicou alguns pontos importantes: • O perfil dos colaboradores é predominantemente de jovens solteiros, que valorizam o tema da mobilidade, sendo esse fundamental para a retenção de talentos • Os incentivos e benefícios alocados pela empresa para os usuários de automóveis são significativamente maiores do que para os usuários de transporte coletivo ou não motorizado • O crescimento e complexidade da empresa gerou um conjunto de situações que requerem uma grande quantidade de deslocamentos e altos custos de administração de vans, táxis, estacionamentos, vale transporte e vigilância • Apesar das diversas medidas já estabelecidas pela empresa, tais como o teletrabalho e horário flexível, sua eficácia era limitada ou a mobilidade não era considerada como um critério para decisões • A organização do trabalho e cultura interna da liderança podem dificultar o máximo aproveitamento de medidas que favorecem a mobilidade • 15% dos usuários de automóvel deixariam o mesmo em casa, caso houvessem os incentivos adequados • 8% estariam dispostos a utilizar bicicletas e 12% participariam de programas de carona • Transportes públicos são mal avaliados pelos usuários • Os colaboradores que utilizam carro próprio para ir e vir do trabalho chegam a gastar R$ 900,00 / mês, comprometendo parcela significativa da sua renda Os objetivos gerais do projeto foram a redução de custos e a melhoria de indicadores ligados à mobilidade dos colaboradores. As três etapas do projeto: 1. diagnóstico da situação de mobilidade 2. engajamento dos colaboradores para a elaboração de um plano de mobilidade 3. implementação das ações propostas no plano Outros benefícios identificados: • maior produtividade e qualidade de vida através da redução dos deslocamentos • contribuição para atração e retenção de talentos • melhor clima organizacional através da valorização da cooperação e compartilhamento • redução de emissões d

BIKE BLITZ

Objetivos primários - Promover a cultura da bicicleta; - Contribuir na formação e dialogar com ciclista urbano sobre os seus direitos e ocupação do espaço público para pessoas que pedalam nas regiões periféricas da cidade; - Fazer e levar informação sobre manutenção de bicicleta; - Levantar informações sobre o real perfil do ciclista urbano na cidade. Objetivo secundário - A médio e longo prazo possamos ter ciclistas multiplicadores de informações sobre os seus direitos e deveres no trânsito e a sua humanização.

NA CONTRAMÃO PELA EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

A intenção é que a ação-piloto se torne uma política pública não-governamental mensal, em parceria institucional com a Prefeitura e a Câmara. O objetivo é trazer à tona, reflexões sobre boas condutas no trânsito para todos os públicos, por meio de abordagens criativas e divertidas.

PIMP MY BIKE

O objetivo principal do projeto foi despertar a mesma paixão, que as pessoas tem com seu automóvel, por suas bicicletas e assim estimular a utilização dessas como um meio de transporte para o cotidiano de cada um. A personalização das bicicletas através da transformação que foi proporcionada por esse projeto, gera uma proximidade grande do dono com seu veículo, despertando a tal paixão e estimulando as pessoas a quererem sair de casa com suas bicicletas ao invés de pegar um outro tipo de transporte. O objetivo do projeto se concentra em valorizar essa alternativa de mobilidade urbana, e mostrar que ela além de mais ecológica pode ser muito mais divertida.

SILVIA E NINA

Inspirar, educar e mudar. Isso nós estamos aos poucos, sem apoio financeiro, fazendo em palestras e convites para debater em outras cidades. Nos SESC SP já fizemos oficinas com a criançada com atividades pra desenhar uma bike, contar e debater sobre o meio de transporte utilizado para ir até a escola... No Forum Mundia de Curitiba, Juiz de Fora-MG e Manaus-AM fomos convidadas também a debater a mobilidade urbana nas cidades e a possibilidade de se deslocar até a escolinha de bike todos os dias

INICIATIVAS VARIADAS VISANDO UMA MOBILIDADE MAIS SUSTENTÁVEL

Entre outros objetivos: - contribuir com a população e com a cidade na implantação de novas áreas verdes e na manutenção das atuais; -atuar em projetos de interesse comunitário visando a um maior embelezamento urbano; -amenização das temperaturas; -permeabilização do solo, atuando contra as enchentes; -acolhimento de pássaros; -incentivar a cidadania e a consciência ecológica da população; -incentivar a inserção dos jovens no terceiro setor; melhora na auto estima da população; -interligar áreas verdes através de corredores arborizados; -ordenar o espaço público; -organizar o fluxo de veículos particulares e coletivos; -redução de poluição visual, atmosférica e sonora;-valorização comercial das áreas atingidas; -incentivar novos empreendimentos, gerando empregos; -incentivar respeito ao pedestre e ao pedestrianismo; -melhorar a acessibilidade a todas as camadas e faixas etárias; -redução de acidentes nas calçadas e ruas; -maior integração social da comunidade; -amenização da temperatura ao ar livre; -maior segurança, através de iluminação otimizada e fiação enterrada; -mobilização da população em torno de um objetivo comum; -incentivar o uso de biciletas como meio de transporte alternativo; -oferecer segurança aos ciclistas; -incentivar à economia financeira pessoal, economizando com transporte; -incentivo à adoção de um modo de vida mais saudável; -incentivar novos modos de integração ao transporte público; -inserir novos cidadãos no trânsito, com responsabilidade; -ajudar na redução do congestionamento de veículos; -incentivar a retirada de veículos motorizados das ruas; -ajudar o incremento de novos negócios voltados aos ciclismo.

COMO ANDA

Como Anda é um projeto que reúne entrevistas, vídeos e textos com diversas visões sobre mobilidade no Brasil e no mundo. Queremos enriquecer o repertório sobre os deslocamentos urbanos apresentando pensamentos alternativos que procuram contemplar soluções para o trânsito crescente nas grandes e médias cidades do mundo. Esse é um projeto do Instituto Mobilidade Verde que procurou ser o mais plural possível na escolha de entrevistados e pontos de vista. Nem todos refletem a visão da empresa, mas achamos importante disseminar o debate com diferentes pontos de vista.

8º LIVRO LIVRE CPTM

Cortesia com os usuários da CPTM oferecendo uma ação interativa agradável e educativa, na semana em que se comemora o Dia Internacional do Livro, foi o principal objetivo do projeto. Outro objetivo foi o de despertar o interesse pela leitura e dar acesso à experimentação de bons livros, gratuitamente. Teve como conceito a reutilização e a memória: o mobiliário das bibliotecas assim como seus espaços de estar foram construídos com materiais reutilizados, os livros eram reutilizados, incentivou-se a doação de livros - ler e passar adiante. O projeto foi implementado em 17 estações de trem da CPTM, por cinco dias consecutivos, por onde circulam cerca de 2 milhões de pessoas por dia. 15 mil livros foram doados aos passageiros, numa ação de bookcrossing de grande alcance. Facilitadores deram suporte à seleção de livros pelas pessoas e atores Contadores de Histórias fizeram performances em todas as estações, despertando o interesse pela leitura. Uma cortesia que surpreendeu e agradou aos passageiros. Milhares de livros foram recebidos em doação de passageiros, para também circularem. Ao final da ação, retiraram-se as bibliotecas de 10 estações e 7 elas ficaram como mobiliário permanente autogestionados. O acervo de livros distribuídos foi composto por doações de editoras e de passageiros ao longo do ano. A abordagem aos passageiros propôs a leitura como uma forma prazerosa e educativa de entretenimento, mostrando que todo livro conta conta uma história, e todas as pessoas têm uma história interessante para contar, desmitificando o livro e dando acesso a ele. Democratizar o acesso à leitura para que se tenha acesso à informação e a formação, foi o objetivo alcançado, levando a literatura onde as pessoas estão: nos meios de transporte e nas ruas.

Olhe o Degrau

Entendendo como conectar escadas e a rede de calçadas existente, podemos aumentar o uso do transporte ativo e reduzir o uso de automóveis particulares na cidade, amenizando a crise de mobilidade que São Paulo enfrenta atualmente. Por isso, a iniciativa busca, de início, mapear as escadarias existentes na cidade de acordo com algumas categorias, através de uma plataforma de mapeamento colaborativo. Com isso, será possível aumentar a visibilidade destas passagens, sugerindo caminhos, apropriações e, inclusive, discutindo uma nova sinalização voltada aos pedestres, com inclusão de diferentes indicações e pinturas. Além disso, as pinturas podem ser usadas para expandir os próprios limites da escada, invadindo os espaços públicos e calçadas adjacentes para convidar a comunidade a visitar esse espaços. Além disso, se faz necessário implementar melhorias nas escadarias. Pensando em requalificar as escadarias da cidade, a organização Cidade Ativa iniciou um projeto piloto em uma escadaria na Rua Alves Guimarães, em Pinheiros, que visa aumentar o reconhecimento sobre as escadarias como oportunidades de espaços públicos e como importantes conexões na rede de mobilidade para pedestres da cidade de São Paulo. A ideia é transformar escadarias através de iniciativas que engajem a comunidade local por meio de intervenções urbanas.

VIA TROLEBUS

O Objetivo da página é convidar a sociedade civil a discutir o tema da mobilidade

Ônibus Elétrico: geração com rede aérea, grupo motor-gerador e-ou baterias

O conceito de ter um ônibus elétrico e determinar a sua operação de acordo com a matriz energética disponível, abre um leque enorme de possibilidades para implantar soluções de transporte sustentável nas cidades. Se o sistema permite a instalação de rede aérea teremos os trólebus. Se o sistema prefere uma tecnologia de baixa emissão com flexibilidade, temos o elétrico híbrido. Se o sistema permite a adoção de tecnologias mais avançadas, porém com maior custo, temos o ônibus elétrico puro (baterias). O importante é que a tecnologia de tração desenvolvida pela Eletra, permite utilizar a tecnologia que melhor se adequá a cada sistema e, principalmente, permite migrar de uma geração de energia para outra no mesmo veículo. Podendo transformar um híbrido em trólebus ou elétrico puro e vice-versa.

A BATATA PRECISA DE VOCÊ!

O principal objetivo é de qualificar o espaço urbano, o Largo da Batata e seus arredores, por meio da ocupação regular e sistemática, de forma colaborativa. Levar a cultura a espaços públicos como catalizadora das demais atividades é também um objetivo, democratizando o acesso à cultura. Ativar o espaço público de forma colaborativa, por meio da gambiarra (como definido: com o que se tem à mão) é outro objetivo, inspirando que esse tipo de movimento seja replicado em outros espaços da cidade.

PRAÇA DE BOLSO DO CICLISTA

Revitalizar o espaço público mostrando que as ruas podem ser como salas de estar. E criar um vínculo da sociedade com o seu entorno através da participação ativa na decisão e construção do espaço público.

Mobilidade Urbana: É hora de descobrir novos caminhos

Os objetivos são promover o uso consciente e compartilhado do automóvel, enquanto meio de transporte confortável, seguro e que possa se transformar em um ambiente de convívio social.

Blog De Bike / O Globo

O Blog De Bike tem o objetivo de compartilhar informações sobre o universo das bicicletas falando de mobilidade, esporte, transporte, lazer e meio ambiente. É uma conquista de um espaço importante em um grande veículo como o Jornal O Globo. Temos um espaço aberto para todos nós, ciclistas e cidadãos que pensam em um futuro melhor e em cidades mais humanas e harmoniosas para se viver.

SERVIÇOS GERAIS

O projeto nasceu pela vontade de começar a interferir no que nos incomoda diariamente, através de atuações simples e viáveis a qualquer um. Então a idéia é ajudar a cidade praticamente, criar questionamento em outras pessoas que assistem, repassando a idéia que a manutenção é eterna, e os serviços são gerais e comuns a todos.

BIKE É LEGAL

A equipe de jornalistas que trabalha no portal www.bikeelegal.com produz diariamente um conteúdo exclusivo, com o objetivo de estimular as pessoas a deixarem o carro em casa e deslocarem-se de bicicleta combinada com transporte público. Esse conteúdo é de texto, foto e principalmente vídeos. Como já dito, nosso foco é o ciclismo sob o aspecto transporte, esporte lazer e político, uma vez que temos muita atenção nas políticas públicas no setor. Fomentamos as iniciativas privadas que buscam o mesmo, através de produção de vídeos que viralizam na internet.

TIME MOB SP

Com o auxílio das redes sociais, nossos perfis são um canal aberto diretamente com o usuário que está dentro do trem, do metrô e do ônibus. E a informação que recebemos diariamente faz com que outras pessoas estejam cientes da qualidade do serviço prestado e também das possíveis melhorias que podem ser feitas. Perante ao Metrô de São Paulo, como por exemplo, conseguimos que a Companhia voltasse a fazer campanhas de educação e bom senso, visando a cidadania e a qualidade de vida do usuário. Aliás, o grande foco de todos os perfis do Time Mob SP é permitir a livre comunicação entre usuários, criar um ponto online onde se discute o assunto mobilidade de forma simples e de forma apartidária. Estamos com os perfis online permitindo que os usuários possam fazer qualquer tipo de intervenção, seja para reportar vandalismo ou a falta de gestão na operação das empresas de SP ou mesmo para que tais usuários possam, junto conosco, criar soluções e sugestões para as empresas. Temos em mente que juntos, usuários e empresas, podemos mudar o panorama do serviço prestado e da qualidade prestada diariamente.

Que Ônibus Passa Aqui

Sinalizar colaborativamente todos os pontos de ônibus do Brasil.

CITTAMOBI

O principal objetivo da iniciativa é facilitar o dia a dia do usuário de ônibus. Através de previsões precisas o cidadão pode aproveitar melhor seu tempo, e saber em que momento ele efetivamente precisa ir esperar por seu transporte. Adicionalmente queremos garantir que pessoas com qualquer tipo de deficiência tenha a informação que um veículo adaptado está a caminho, e dessa maneira possa pegar o veículo correto que vai atender suas necessidades. Por último, a informação deve estar disponível para todos, por isso a iniciativa também teve como objetivo gerar um aplicativo adaptado para deficientes visuais, dessa maneira todos os cidadãos estão atendidos.

INFOBUS - Sistema de Informação ao Usuário de Transporte Coletivo

A iniciativa tem por objetivos: 1) Ampliar a mobilidade do cidadão a partir de acesso facilitado à informação através de qualquer canal, inclusive no ponto de parada, e; 2) Aumentar o poder de gestão sobre o sistema de transporte coletivo pelos órgãos responsáveis a partir de informações coletadas junto à população usuária. A disseminação da iniciativa vem esbarrando principalmente no aspecto cultural. Enquanto na América do Norte e Europa a cultura da informação ao usuário de transporte coletivo é bastante disseminada, no Brasil ela ainda engatinha, desafiando o sucesso de estratégias para atração de novos usuários ao sistema.

Mobilidade Corporativa - Como tirar 2.000 carros diariamente da rua

Criar ações para reduzir a quantidade de veículos na rua, principalmente no horário de pico e reduzir a emissão de CO2. Segue resumo das principais ações: - CARONA AMIGA - desenvolvemos um sistema onde o funcionário pode se inscrever para dar ou receber carona. O sistema busca outros colegas com a mesma intensão na região de residência e forma duplas ou trios. Com isto o funcionário passa a ter vaga garantida no estacionamento com um preço subsidiário. São aproximadamente 300 grupos com 600 usuários. - FRETADOS – disponibilizamos linhas de fretados gratuitos para transportar os funcionários para estações de metrô de SP. Com isto ajuda a não sobrecarregar os pontos de ônibus e as duas estações de trem e metrô mais próximas. - VANS – Vans para transportar os funcionários entre os prédios corporativos do banco - BICICLETÁRIO – Além da construção do bicicletário, levantamos as necessidades dos usuários e disponibilizamos espaço para alongamento, armários, caixas de ferramentas e vestiários com itens de higiene pessoal como shampoo, sabonete e condicionador - HORÁRIO FLEXIVEL – Para evitar a saída de todos no horário de pico, foi criado o horário flexível onde os funcionários podem entrar entre 7h e 10h30 e sair entre 16h e 19h30 - ESPAÇO DE CONVENIÊNCIA – Para ajudar nesta ação de evitar os horários de pico, foram criados diversos serviços de conveniências dentro do próprio prédio como: 4 lojas rotativas, academia de ginástica, agência de viagem, agência bancária, salão de beleza, espaço de massagem, lavanderia, costura, sapataria, gráfica rápida, atendimento dos planos de saúde, biblioteca, lava-rápido ecológico, serviços simples automotivos, 5 restaurantes, 1 lanchonete, serviços de Consierge como despachante, cartório, venda de ingressos de parques, cinemas, teatros, shows e um centro médico com várias especialidades médicas e laboratório clínico. Tudo isto em uma área total de mais de 10mil m² e com preços diferenciados para os funcionários.

CORRIDAAMIGA

A corridaamiga foi criada no inicio de 2014 para promover a prática da corrida como atividade física e mobilidade urbana. Sem nenhum fim lucrativo, a corridaamiga tem como missão a verdadeira criação de uma rede de corredores e corredoras que, com a nossa ajuda e experiência, possam utilizar-se da corrida como meio de transporte, colhendo com isso, todos os benefícios da prática esportiva, tanto os físicos como os emocionais e sociais.

CARONETAS CARONAS INTELIGENTES

O objetivo da iniciativa é redução de veículos nas ruas e promoção e integração da carona como modo de transporte, criando incentivos para compartilhamento do carro. Entretanto, há impactos que podem ser sentidos para Empresa, Governo e para o Usuário: Para quem pegou carona - usuário que tem carro Deixou de poluir o ambiente (média de 1 árvore por mês) Redução de uso de viário público (permite criação de faixas exclusivas para ônibus ou bicicletas) Redução dos congestionamentos Para quem pegou carona - usuário que Não tem carro Usuário está mais feliz por não estar apertado no ônibus Usuário chega mais rápido Usuário tem maior regularidade de transporte Trajeto é porta a porta Para o dono do carro Compartilha seus custos Tem companhia no trajeto Tem reduzido os riscos de furto (duas pessoas dentro do carro) Para a Prefeitura / para a cidade Quando os carros que deixam de circular exigem menos vias, poupam recursos da cidade Trânsito tem impacto direto no contingente da CET Usuários que pegam carona aliviam a lotação do transporte público Usuários que pegam carona economizam no subsídio de transporte Para a empresa Realiza uma ação sustentável com custo muito baixo Reduz a necessidade de vagas de garagem Aumenta a integração entre os funcionários Melhora a logística de transporte entre unidades Reduz custos de táxi através do táxi compartilhado entre unidades ou para destinos específicos

PEDALA SÃO PAULO

Facilitar o uso da bike na cidade diminuir o nivel de acidentes que podem ser evitados com informações propagar em massa o uso de bicicletas

AMABIKE (ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DA BICICLETA)

Incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte na capital, promover o compartilhamento de informações essenciais para quem pedala, fomentar a instalação de novos bicicletários, zelar pela segurança dos ciclistas.

CONCEITO E DIVULGAÇÃO DO EDIFÍCIO LÚMEN

Inicialmente com o objetivo simples de divulgação do edifício, mas posteriormente como quase que uma causa em si, criamos uma mobilização chamada Ação Pegada Berrini. Esta iniciativa: 1- chamou a atenção da mídia para o tema da mobilidade urbana, dos diferentes modais, da ausência de sinalização e políticas mais favoráveis à bicicleta e ao transporte público eficiente na região. 2- promoveu uma aproximação entre sociedade civil, ONGs, empresas e poder público em um formato até então inédito.

PEDAL SOCIAL

objetivo é pesquisar modelos para estimular e fixar a população na linha de pobreza para o uso da bicicleta como meio de transporte e geração de renda.

CAMINHO ESCOLAR DE PARAISÓPOLIS

Os objetivos são: - Incentivar autonomia do estudante no seu caminho de casa-escola, garantindo o direito das crianças a cidade. - Promover uma atitude positiva e de respeito pelo espaço público como um espaço de aprendizagem. - Conscientizar a comunidade de Paraisópolis sobre a necessidade de gerar e manter condições que garantam a segurança e a convivência no trajeto da comunidade escolar. - Desenvolver novas experiências educativas relacionadas com o uso e manutenção dos espaços públicos, tanto dentro das salas de aula (incluindo os professores) como no entorno da escola (com o apoio da equipe de urbanização e dos moradores). - Melhoraras condições de infraestrutura civil e de trânsito nos trajetos mais utilizados pela comunidade escolar.

PARKL [IT]

Transformar o espaço destinado para dois carros em uma área de lazer e convívio para pessoas. Debater o uso do espaço público com equidade e trazer maior convivência para as ruas. Trazer maior convivência para a rua e torná-la mais aconchegante aos seus usuários. Priorizar ciclistas com a instalação de paraciclos. Incentivar a caminhada ao invés do deslocamento motorizado. Engajar a comunidade local na manutenção do espaço.

BORAJUNTO TÁXI

O principal objetivo é tornar o táxi viável para mais pessoas e assim convencê-las de que podem ter as mesmas vantagens do carro porém de forma compartilhada. A iniciativa tem com propósito: 1) conectar pessoas com caminhos em comum; 2) melhorar um pouco os problemas do trânsito e todos impactos que isso gera na sociedade; 3) reduzir nossos impactos diretos e indiretos na natureza; 4) estimular uma demanda ainda oculta de táxis (quem ainda usa carro intensivamente no dia-a-dia ou se arrisca após beber); 5) reduzir o tempo de espera em filas de táxis.

VÁ DE BIKE

Divulgar informações para quem usa a bicicleta como meio de transporte, quem pretende fazer esse uso e quem estuda a mobilidade em duas (ou mais) rodas sem motor. No site publicamos dicas para quem quer começar a pedalar nas ruas, informações para entender a mobilidade por bicicleta e a legislação pertinente, coberturas de ações e eventos, informações e análises sobre iniciativas públicas e populares, chamadas para ações, notícias e reflexões sobre o uso da bicicleta nas grandes cidades.

CALÇADAS VERDES E ACESSÍVEIS

A construção dos novos passeios, além de melhorar a acessibilidade o objetivo era reduzir o risco de acidentes, deixar o quarteirão mais bonito e mais verde, diminuindo também os riscos de alagamentos, com o aumento da permeabilidade do solo.

PROJETO 'CALÇADA SP'

Sem dúvida, o principal objetivo com o projeto é lançar um olhar sobre um tema menor no debate sobre a mobilidade urbana. As calçadas são o único lugar disponível para o locomoção a pé nas cidades e mostrar as calçadas de um jeito mais inusitado foi a estratégica para trazer a locomoção sob duas pernas ao debate. No blog é possível ver, por exemplo, desde modelos de calçadas boas e ruins. E suas variações nas diversas regiões da cidade, desde os bairros 'nobres', o centro e a nossa periferia (próximo local a ser explorado). Outra característica interessante do projeto é que ele pode ser criado por outras pessoas em outras cidades brasileiras. Como são as calçadas da cidade do Rio de Janeiro? E de Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador? O conceito é ilimitado para a replicação tanto em cidades grandes ou pequenas (ou até em bairros). Também com a iniciativa pretende-se que os donos das calçadas, responsáveis por elas, cuidem melhor desse espaço tão importante. E que o poder público cumpra melhor sua função de fiscalizar. Melhor dos mundos: "deixe o carro em casa para ir até a padaria e repare como são as calçadas da cidade". No blog e no Instagram também é possível se deliciar com as calçadas de cartões postais da cidade, como do Edifício Copan, do Pátio do Colégio (onde SP nasceu), Conjunto Nacional na Avenida Paulista, e outros pontos turísticos. Todo mundo passa neles lugares e olham para cima, eu olho para as calçadas.

FEITO PELO POVO

Sinalizar a ciclovia, melhorar a segurança dos ciclistas e mostrar que quem deveria fazer esse trabalho é o poder público, mas como não foi realizado o povo se uniu e fez.

MobiliCidade JF

Conforme o 2° artigo do Estatuto do MobiliCidade, nossos objetivos são: Promover a cidadania através do estudo e difusão dos direitos humanos, da democracia, dos princípios constitucionais e de outros valores universais. Promover atividades relacionadas à difusão dos meios de transporte com propulsão humana e de outras fontes limpas. Desenvolver estudos, pesquisas e atividades que objetivem a melhoria da qualidade de vida, conscientizando para o uso adequado de bicicletas e afins como opção de transporte, turismo, trabalho, lazer, saúde e esporte. Produzir ações voltadas à promoção do desenvolvimento social, econômico, sustentável, à preservação do meio ambiente e conservação do patrimônio histórico e artístico e o combate à pobreza através do incentivo à geração de trabalho e renda. Promover a educação e a saúde.

ZUMPY- APLICATIVO PARA MOBILIDADE URBANA

O aplicativo Zumpy é uma ferramenta que conecta a sua rota a dos seus amigos utilizando seus contatos da sua rede social , em resumo ele faz um calculo e te apresenta as rotas que se assemelham a sua , criando uma oportunidade de carona solidária.Transformando a maneira que as pessoas se locomovem em algo mais sustentável, porque ele cria a possibilidade de rodízio de carros uma vez que a proposta é deixar o seu carro e ir com um amigo.Além disso, criamos um game dentro do aplicativo que contabiliza suas ações e transforma em pontos que podem ser trocados por descontos na loja virtual do aplicativo.A loja funciona como uma rede de parceiros solidários que oferecem valores diferenciados para os usuários que contribuem com a melhoria do trânsito.Quanto mais ações mais descontos o usuário ganha na rede de parceiros.Os principias objetivos:Encontrar pessoas que fazem o mesmo destino para que elas consigam se locomover juntas de forma prática e segura, diminuir o individualismo no trânsito(carros que com 1 ou 2 pessoas), gerar economia de (combustível, tempo médio no trânsito, gastos com estacionamento, diminuir a poluição causada por veículos em excesso,reduzir o stress no trânsito e número de assaltos a noite) , construir uma ferramenta motivadora que envolva os usuários em uma causa para melhoria de toda a população.

CICLOVIA SP - 400km de ciclovias em São Paulo

Promover o uso da bicicleta na cidade para deslocamentos de todas as naturezas e com todos os públicos urbanos, independente de idade, sexo ou condição socioeconômica. Diminuir o tráfego de automóveis para pequenas e médias viagens individuais. Ampliar a integração intermodal entre bicicleta e transporte de massa (trens e metrô).

SÉRIE EDITORIAL "COMO VIVER EM SP SEM CARRO"

Os objetivos da série são: ajudar a promover uma nova cultura de mobilidade na cidade, democratizar os espaços públicos, delimitando áreas para trânsito de carros, bikes e pedestres de forma segura; incentivar mais gente a deixar o carro em casa e tentar formas alternativas de deslocamento.

ECOLIVERY COURRIEIROS LTDA - ME

O objetivo da Courrieros é conseguir fazer estes serviços de forma eficiente e seguro, mas sem contribuirmos para o trânsito caótico e o ar poluído que respiramos. Queremos através dessa iniciativa criar uma alternativa para o velho conceito de entregas. Mostrar que a bicicleta é um modal muito rápido em cidades colapsadas.